Empreendedorismo Digital – Como Ultrapassar As Dores do Caminho Para o Sucesso

Empreendedorismo Digital – Como Ultrapassar As Dores do Caminho Para o Sucesso

O mundo está repleto de aspirantes a empreendedores – pessoas que acreditam ter o que é preciso para iniciarem o seu próprio negócio e transformá-lo num negócio rentável. No entanto, a realidade é outra – tornares-te empreendedor é muito mais do que apenas quereres ser um. A sorte até pode ter um papel importante e levar-te ao destino que pretendes alcançar, mas são as ideias, dedicação, trabalho árduo e ações que podem verdadeiramente tornar a tua viagem bem-sucedida. Não existem atalhos para o sucesso. Por isso mesmo é que é sempre uma boa ideia procurares conselhos de fontes fidedignas, alguém que te apoie. Qualquer empreendedor precisa de começar a aprender com pessoas bem-sucedidas porque, afinal de contas, elas já passaram por isto e podem fornecer-te conselhos importantíssimos. O sucesso significa, muitas vezes, aprender com pessoas que já atingiram esses mesmos objetivos, e é para isso que eu aqui estou, pronta para te orientar.

  • Empreendedorismo Digital – o que é ao certo?

Para quem já me conhece, sabe que eu trabalho com grande foco no facto de ser uma mulher empreendedora no mundo digital. Apoio maioritariamente outras mulheres empreendedoras, e ajudo-as a potenciarem os seus negócios. Desde há uns anos para cá que eu tiro proveito da transformação digital que o nosso mundo tem estado a experienciar. As tecnologias digitais dos dias de hoje, são usadas por imensos empreendedores para criarem novos tipos de atividades empresariais que transcendem os limites tradicionais da indústria. O empreendedorismo digital pode ser definido como a criação e implementação de oportunidades de negócio através da utilização de plataformas tecnológicas e outros dispositivos de informação e comunicação. Esta capacidade de comercializar e desenvolver novas ideias utilizando tecnologias digitais, aumentará a criação de valor económico e social nas regiões e comunidades, e pode ser a tua porta de entrada para um mundo de sucesso. A popularidade da internet e a ascensão das redes sociais também têm fomentado o crescimento do empreendedorismo digital – a utilização das redes sociais continua a crescer, e consequentemente, potencia o crescimento das empresas e negócios digitais. E um primeiro conselho que vos deixo, caso pretendam ter um negócio digital e se estejam a focar em produtos e serviços digitais, é que para vocês faz todo o sentido ter bom website. É um pré-requisito para o sucesso. 

  • Espera-me um caminho fácil? 

Para te ser totalmente sincera, e responder com toda a honestidade: não. É um caminho tortuoso, mas que se for bem trilhado, pode vir a ser o melhor caminho que já fizeste. Antes de começares qualquer negócio digital, o meu conselho é que deves aproveitar o tempo para desenvolver certas habilidades que podem vir a aumentar consideravelmente as tuas hipóteses de sucesso. Para seres um bom empreendedor, tens que saber ser um bom principiante, alguém que consegue fazer as coisas sem um líder ou gestor a dar instruções. Qualquer empreendedor de sucesso precisa de agilidade empresarial, a capacidade de aprender e adaptar-se a novos métodos, processos ou tecnologias que possam tornar o seu negócio mais forte e eficiente. A certo ponto, os empresários que se tornam bem-sucedidos acabam por aprender e desempenhar diferentes papéis ao mesmo tempo, como por exemplo gestão de projetos, contabilista, especialista de marketing, comercial, etc. 

Um dos segredos do empreendedorismo, é evitar que te sintas desencorajado ou intimidado pelos obstáculos dos negócios, mesmo que a certo ponto pareçam intransponíveis. Há que encontrar uma forma de fazeres as tuas ideias funcionarem, em vez de te focares no problema só porque algo não está a funcionar.

  •     Que desafios vou enfrentar?

De acordo com a minha experiência profissional enquanto mulher empreendedora no mundo digital, e também tendo em conta todo o feedback que recebo dos meus clientes, existem vários pontos “dolorosos” que são transversais a imensos empreendedores e que podem causar atrito ao negócio. Quando se fala nas dificuldades dos empreendedores digitais em conseguirem vender online, são maioritariamente cinco os desafios que mais dores de cabeça causam. A saber: (1) a necessidade de inovação; (2) conseguir atrair o público certo com posse de capital; (3) receio de exposição; (4) criação de valor em torno do nosso produto; (5) conseguir converter visitas em vendas

Apesar de difíceis, não são problemas impossíveis de resolver – tens que desconstruir o problema e tentar entender se efetivamente é esse o obstáculo ou se é outro. E depois é necessário fazer uma análise mais aprofundada do mesmo

  •     Como é que eu posso enfrentar esses desafios?

Se olhares para as dificuldades dos empreendedores digitais com bons olhos e uma mentalidade aberta, eles acabam por ser estimulantes e impulsionam-nos para a aprendizagem – foi assim comigo, e vai ser assim contigo. Para pegar naquilo que é a minha experiência nesta área, e oferecer-te os melhores conselhos e orientação, posso desde já dizer-te que qualquer obstáculo pode ser facilmente ultrapassado e transformado num estímulo para o futuro do negócio. Pegando, agora, nos exemplos acima para te deixar algumas dicas úteis para o teu negócio:

Sim, sem dúvida cada vez mais pessoas começam a ter o mesmo negócio que tu, e a pandemia veio despertar ainda mais o interesse por este tipo de negócios. Caso não ofereças algo diferente, vais acabar por ser só mais um no mercado. Por isso começa por definir como te pretendes diferenciar (aconselho-te o livro “Brilhar Com Confiança”); depois tenta definir o teu modelo de liderança e tenta combater as tuas resistências internas. Melhora a tua perceção sobre como estás no mundo ou como te posicionas no mercado. Tens de ser a tua própria voz, tens de saber reconhecer o teu próprio modelo, e deixa de te tentares encaixar nos modelos de outras pessoas. Guarda estas palavras chave na tua mente: ORDEM, ORIENTAÇÃO e SIMPLICIDADE.

Outra questão importante, é teres cuidado quando ofereces demasiados conteúdos grátis aos clientes – ficam mal-habituados e começas a ter dificuldades em atrair as pessoas certas e com posse de capital para adquirirem o teu produto ou serviço. Além disso, pondera sempre se a tua dificuldade em vender é efetivamente porque os teus clientes não têm capital ou se é porque as pessoas não estão dispostas a pagar pelo que ofereces. Quão relevante é o teu produto/serviço? Estás a dirigir-te às pessoas certas? Tens um produto diferenciador?

Noutro prisma, para aqueles que têm receio da exposição e da visibilidade, o truque começa em investires em ti próprio e na tua auto perceção (teres visibilidade é apenas um meio para atingires um fim). Em acréscimo, começa por assumir micro riscos de modo a treinares a tua própria autoconfiança. O conceito de “custo de oportunidade” acaba por assumir um papel importante neste tema: o que podes ganhar em troca do teu tempo e esforço e de saíres da tua zona de conforto?

No que diz respeito à criação de valor em torno do produto, um dos pontos mais importantes nos dias de hoje para se conseguir criar uma posição forte no mercado, faz o seguinte exercício: o que impulsiona o teu cliente a comprar? Para poupar tempo? Para poupar e/ou ganhar dinheiro? Por medo? Para sentir prazer? Para evitar uma dor…? Sem isto clarificado não vais saber desenvolver um produto ou uma campanha adequada; não vais saber comunicar assertivamente com o teu cliente. Se tu não percebes o que estás a oferecer, e qual o impulso que tu tens que cativar no teu cliente, ele não vai comprar.

Por fim, uma das questões mais comuns e que destrói imensos negócios logo desde a sua conceção: a dificuldade em atrair visitas e de as converter visitas em vendas. Foca-te sempre em duas fases: uma delas, chamemos-lhe a fase de ATRAÇÃO, que requer que tenhas uma estratégia de marketing digital (orgânico e pago) muito bem planeada e estruturada, para atrair e alcançares mais leads. A fase seguinte, a fase de FECHAR A VENDA, é a fase final em que se fala da conversão dos leads em lucro. Para conseguires entender onde há espaço de melhoria na tua estratégia, pondera se o teu sistema está otimizado de forma a que consigas atrair novas leads todos os meses, e se o teu sistema consegue qualificar esses leads de forma automatizada. Um bom exemplo foi o lançamento do Lady Boss Matermind, em que foi criada uma campanha de lançamento com tráfego orgânico e pago (emails, formação gratuita, lives…), que direcionavam para uma página de venda, na qual a pessoa submeteria a sua candidatura (qualificação do lead). É então que surge um email de follow up, e por fim uma entrevista telefónica que fechava a venda. 

Resumindo, as 3 estratégias chave que recomendo para escalar o teu negócio online em tempo récord são:
  1) 
O Modelo de Negócio: Cria um ecossistema de produtos que acompanhe a jornada do teu cliente e escolhe um modelo ESCALÁVEL.
  2) 
O Produto: Cria ESPERIÊNCIAS DE ALTO VALOR que apaixonem aos teus clientes e os deixem querendo mais!
  3) 
Os Processos: AUTOMATIZA o teu negócio: Utiliza o teu tempo naquilo que te traz mais valor.

 

 

Links recomendados